terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

prolapso

costumo ser razoável
quando afasto da memória
esse sorriso em que você, sem querer 
faz semblante de amores passados
mas não tá dando, meu bem
meu peito tá descompassado
tá fazendo vazante
tou morrendo a míngua
e não vejo o instante
em que um beijo de língua
vai curar a torção
que o excesso de não
causou ao meu coração


Nenhum comentário:

Postar um comentário