sexta-feira, 1 de novembro de 2013

audição de objetos encantados para desencarnar palavras inauditas

ao modo das antigas benzedeiras
correr uma planta sobre meu corpo

correr punhados de areia  
jatos d'água 
fazer rolar 
seixos roliços

estender sobre o chão batido
uma colcha tecida 
por rendeiras 
carpideiras
e ali depô-los
todos

ouvir na voz de cada ramo
cada grão, cada gota
cada pedra
os nomes nunca ditos
os nomes que meu corpo
inventou encarnar

N.S.L
01/11/13

Nenhum comentário:

Postar um comentário