terça-feira, 29 de novembro de 2016

mais uma tragédia no jornal da manhã

não como um bloco de nuvens
de árvores ou de areia
fronteira com o mar
não é assim
que ás vezes
o mundo revela-se a mim

é mais como um carro anfíbio
com esteira
uma fileira de animais selvagens
em fuga

pela manhã
arrancar do chão
essa pasta
atropelada por tanta tragédia
pensamento em bloco

Nenhum comentário:

Postar um comentário