domingo, 26 de fevereiro de 2012

Calar-se

Nunca mais planto hortas
ando subindo paredes
menos que muro
mais que porta
janelas
só às vezes
para ver de dentro
o verde

O amor expande o tórax
jeito de arrumar o ar no peito
cerca as galinhas no terreiro
e enche a casa de presença
e cheiros

Tomei gosto pelo silêncio
converso só com poesia

NSL
26/02/12



Nenhum comentário:

Postar um comentário