quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

canto à chuva

sinto saudades de casas
todas por onde passei
saudades são como cinzas

tive dias de Clície na juventude
envelhecer ensinou-me
a cantar para a chuva

as plantas que mais me encantam 
são as daninhas
nascem em qualquer lugar

comungo com elas as raízes
temo mudanças
mas não tenho medo de mudar

NSL
07/01/15

Nenhum comentário:

Postar um comentário